Posso entrar numa joint venture antes de fazer uma fusao ou aquisiçao?

Diferente de uma fusão ou aquisição, uma joint venture (empreendimento conjunto) é uma colaboração temporária entre empresas que mantêm suas identidades e existências autônomas. As empresas em geral combinam ativos específicos para um propósito específico de negócio, durante um período de tempo determinado.

Também numa joint venture, as partes geralmente compartilham o controle operacional e a tomada de decisões. As partes podem formar uma companhia ou sociedade de joint venture autônoma e contribuir ativos. As partes também poderão, alternativamente, celebrar uma joint venture contratual, em que não há a criação de uma empresa autônoma mas as partes formam uma aliança estratégica e retém a propriedade e o controle de seus respectivos ativos. 

Principalmente nas fusões e aquisições transnacionais, uma joint venture antes de uma aquisição poderá fazer sentido, pois permite que ambas as partes conheçam uma a outra e determinar se um negócio permanente faz sentido.

Um comprador pode decidir se ingressar em um mercado especifico faz sentido de um ponto de vista regulatório ou comercial, ou se este parceiro específico de joint venture é o alvo correto em termos de operações, cultura e filosofia.

O vendedor poderá determinar as habilidades e os recursos do comprador e, ao cumprir com as suas obrigações na joint venture, o vendedor poderá mostrar o seu valor e justificar um preço melhor. 

Posted in: Sem categoria.
Last Modified: maio 4, 2016